Arquivo para maio \26\UTC 2011



Tucanos querem estruturação do Plano Nacional de Educação para melhorar resultados do setor

O debate foi promovido, em Brasília, pelo ITV e pelo deputado Eduardo Barbosa (PSDB/MG) / Foto:Paula Sholl

Durante seminário que discutiu o Plano Nacional de Educação (PNE) para o decênio 2011/2020, deputados do PSDB ressaltaram a necessidade de avançar no tema e defenderam ações rápidas para alcançar resultados mais favoráveis. Os tucanos querem um plano à altura dos desafios da sociedade brasileira. O evento foi promovido pelo Instituto Teotônio Vilela (ITV), centro de estudos e formação do PSDB, e pelo deputado Eduardo Barbosa (PSDB/MG).

O projeto de lei tem dez diretrizes objetivas e 20 metas para o ensino infantil, de jovens e adultos, profissionalizante e superior. A proposta institui estratégias específicas para inclusão de minorias e universalização da educação. Mas, na opinião dos parlamentares, é preciso aperfeiçoá-la para conseguir melhoria na qualidade do ensino. Na avaliação dos deputados, é preciso atuar no foco dos problemas com medidas eficientes, além de implantar uma educação estruturada nas séries iniciais.

Os deputados ressaltaram ainda a necessidade de ampliar o financiamento para a educação. O governo federal propõe a aplicação de 7% do Produto Interno Bruto (PIB), valor que os tucanos consideram insuficiente. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) diz que o ideal é investir 10%.

Eduardo Barbosa considera tímida a participação da União no financiamento do PNE proposto, o que, consequentemente, repassa o ônus para os Estados e municípios. O deputado lamentou não haver um diagnóstico que justifique as metas e estratégias descritas. “A ausência de diagnóstico impede uma avaliação realista a respeito do impacto financeiro e orçamentário que o PNE exercerá nas contas dos Estados”, avaliou.

Raimundo Gomes de Matos (PSDB/CE) considerou o encontro importante e ressaltou a necessidade do PSDB apresentar propostas. Ele acredita que as metas do projeto não atendem às solicitações do segmento educacional. “É preciso aprimorar e fazer com que haja descentralização das ações, pois o governo quer cada vez mais centralizá-las. Uma das propostas é termos, dentro do pacto federativo, a visão de garantir que os municípios tenham a competência para fazer os investimentos necessários”, defendeu. “Vamos fazer tudo para aprimorar o PNE e garantir os recursos necessários para essa área”, completou.

O deputado Rogério Marinho (PSDB/RN), por sua vez, defendeu que a principal meta do plano seja a qualidade da educação. “A qualidade da educação tem a ver com mérito, eficiência de gestão, qualificação de professores, entre outros. Quase 70% da nossa população acima de 15 anos está despreparada para entrar no mercado de trabalho”, lamentou. 

Aumento da escolaridade 

→ De acordo com Carlos Henrique Araújo (Prova Brasil e Sistemas de Avaliação), a superação da reprovação e do abandono escolar na educação básica se dará quando houver uma elevação do desempenho escolar. Desresponsabilização do trabalho escolar; excessivo corporativismo; greves frequentes; carreira não atrativa em termos salariais e de progressão funcional; desvalorização da autoridade do professor e falta de formação são alguns entraves, conforme apontou o convidado.

→ O PNE tem como objetivos a elevação global do nível de escolaridade da população; melhoria da qualidade do ensino em todos os níveis; redução das desigualdades sociais e regionais no tocante ao acesso e à permanência, com sucesso, na educação pública; e a democratização da gestão do ensino público.

→ O projeto de lei, que institui o Plano Nacional de Educação (PNE) para o decênio 2011-2020, está em tramitação na Câmara desde o dia 20 de dezembro de 2010. O PL tramita em Comissão Especial, mas, como forma de contribuir para o debate em torno de um projeto que orientará toda a política educacional do país até 2020, a Comissão de Educação e Cultura disponibilizará as propostas de emendas apresentadas por entidades da sociedade civil.

→ A ex-deputada Professora Raquel Teixeira (GO), o secretário de Educação do Pará, Nilson Pinto (PA), e o deputado Alfredo Kaefer (PSDB/PR) também participaram do seminário. 

Fonte: Diário Tucano

Anúncios

Convenção Nacional do partido terá transmissão ao vivo

A Convenção Nacional do PSDB – que definirá, no próximo sábado (28), em Brasília, a nova Executiva e Diretório do PSDB – poderá ser acompanhada em tempo real pelo site do partido.  O 10º encontro reunirá governadores, deputados federais e estaduais, senadores e representantes históricos da legenda, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Filiados e outros grupos ligados ao partido também comparecerão. Os debates para a escolha do diretório nacional estão previstos para começar às 9 horas, no Centro de Convenções Brasil 21, ao lado da Torre de TV. Na véspera da Convenção Nacional, o secretariado do PSDB Mulher e da Juventude do partido também se reunirão para definir os nomes das novas lideranças para as respectivas secretarias.

Programação:


8h00 às 11h00: Credenciamento de Titulares e Suplentes (estes a partir das 10h30);

9h00 as 11h30: Votação para o Diretório Nacional

10h30: Início dos pronunciamentos das Lideranças Nacionais

12h00: Proclamação do Resultado da Votação

13h30: Encerramento

Fonte: Agência Tucana

PSDB faz Convenção Nacional neste sábado em Brasília

Para eleger os novos nomes da Executiva Nacional, o PSDB realiza no próximo sábado, em Brasília, a Convenção Nacional da legenda.

A 10ª edição do encontro, que ocorre a cada dois anos, reunirá governadores, deputados federais e estaduais, senadores e representantes históricos da legenda, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Filiados e outros grupos ligados ao partido também participarão na eleição da nova diretoria tucana.

Os debates para a escolha do diretório nacional estão previstos para começar às 9 horas, no Centro de Convenções Brasil 21, ao lado da Torre de TV. Na véspera da Convenção Nacional, o secretariado da Juventude do PSDB e do PSDB Mulher também se reunirão para definir os nomes das novas lideranças para as respectivas secretarias.

Seminário Mulheres Brasileiras e gênero nos espaços público e privado

CEM amplia Campanha do Laço Branco

“Detesto violência, seja ela qual for. Em mulher não se bate nem com uma rosa, pois pode machucar”. A afirmação é do pedreiro Roberto Mutti Soares dos Santos, que assinou, nessa quarta-feira (18), o Termo de Compromisso com a Campanha do Laço Branco: “Homens de Minas pelo Fim da Violência Contra a Mulher”. A adesão foi durante um mutirão da Defensoria Pública, realizado na Praça Duque de Caxias, no Bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte.

Cerca de 70 profissionais da Defensoria Pública realizaram atendimentos para a população. O Conselho Estadual da Mulher (CEM), vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), aproveitou o mutirão da instituição para promover ação da Campanha do Laço Branco e ampliar as adesões de homens que se empenham pelo fim da violência.

O novo adepto da campanha, Roberto Santos, conheceu a iniciativa por ter ido em busca de informações dos defensores públicos, que comemoraram, ontem, o Dia Nacional da Defensoria Pública.

Com sua terceira companheira, com a qual já convive há 17 anos e tem uma filha de sete, Roberto Santos lembrou que os direitos são iguais para homens e mulheres. “Não há espaço para a violência. Ela acaba com qualquer relacionamento”, garante, lembrando a importância do respeito no convívio diário.

O professor de tecnologia, Liberato Ferreira da Silva, que também aderiu à Campanha do Laço Branco, afirma que hoje existe uma violência muito grande contra a mulher, seja física, salarial, em todos os aspectos.

“Campanhas como a do Laço Branco são muito importantes, pois é preciso sempre conscientizar as pessoas para não se fecharem para a violência doméstica”, afirmou, acrescentando que é preciso sempre denunciar os casos de agressões.  Liberado Silva ajuda a transformar o lixo digital em cidadania. Ele dá aulas no Colégio Tiradentes, em projeto parceiro da Associação Feminina de Assistência Social, comandada por esposas de oficiais da corporação.

A procura pela Defensoria Pública do Estado por mulheres que foram agredidas, principalmente por maridos ou ex-companheiros, cresceu cerca de 30% após a edição da Lei Maria da Penha, segundo a defensora pública-geral do Estado, Andréa Tonet.

De acordo com ela, os casos têm aumentado a cada dia, mas ainda existe muito medo da denúncia.    Andréa Tonet afirmou que iniciativas como o lançamento da Campanha do Laço Branco são extremamente importantes para erradicar a violência contra a mulher no Estado. “A iniciativa é valorosa para difundir a cultura, a ideia de paz entre os gêneros”, afirmou, lembrando que essas ações devem ser estimuladas em todo o Estado. “O fato da mulher vítima de agressão não denunciar favorece e incentiva a violência doméstica”, enfatizou.

Maternidade Odete Valadares alerta para baixo estoque de leite

Banco de leite da Maternidade Odete Valadares precisa de doadoras / Foto:Divulgação- Fhemig

Desde o início da campanha por captação de doadoras de leite materno na Maternidade Odete Valadares (MOV), da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), no dia 16 de maio, 37 novas doadoras compareceram ao banco de leite para ajudar na alimentação de bebês prematuros. O leite doado equivale a aproximadamente 20 litros e será usado na próxima semana, pois antes de ser disponibilizado aos bebês o leite deve ser pasteurizado para a eliminação de microrganismos presentes no leite humano ordenhado cru.

De acordo com a coordenadora do Banco de Leite, a enfermeira Maria Hercília Castro Barbosa e Silva, o número de doadoras é expressivo, mas o estoque ainda está abaixo do necessário. “Algumas crianças recebem cinco ml de leite de cada vez, outros 10 ml, outros 120 ml e também até 200 ml no caso de crianças maiores. Por isso precisamos de muitas doadoras” explica. A quantidade ideal de leite estocado é de aproximadamente 60 litros por dia, e hoje o Banco está com metade dessa capacidade.

“Acho muito importante a doação, pois quero que outros bebês tenham o mesmo que meu filho tem. O leite materno previne doenças e ajuda no crescimento saudável da criança”, destacou a doadora Marcele Chaves Lages. Outra mãe doadora, Rúbia Atalanta de Oliveira, resolveu ajudar a quem precisa. “Estou com muito leite e minha filha não está conseguindo mamar tudo, então resolvi doar”.

Para doar, basta ser saudável e obedecer aos critérios de higienização na hora de retirar o leite a ser doado. O Banco de Leite realiza a coleta na casa da doadora, agendada previamente. Além de fornecer este precioso alimento aos bebês, o setor ainda orienta sobre aleitamento, quando as mães têm alguma dificuldade.

Mais informações pelos telefones (31) 3298-6008 ou (31) 3337-5678.

Inserções gratuitas do PSDB/MG no rádio e TV começam hoje

Começa nesta quarta-feira, dia 18, nas emissoras de rádio e TV de todo Estado a propaganda político-partidária do PSDB de Minas Gerais. As inserções de 30 segundos serão veiculadas no intervalo da programação, entre as 19h30 e 22 horas, a critério das emissoras.

Neste primeiro semestre, as inserções do PSDB de Minas Gerais vão ao ar em maio e junho, sempre às segundas, quartas e sexta-feiras.

Em maio, podem ser vistas nos dias 18, 20, 23, 25 e 27. Em junho, nos dias 1º, 3, 8, 10, 13, 15, 17 e 20.

No segundo semestre, elas serão veiculadas em novembro e dezembro.


Blog do PSDB Mulher

Galeria de Fotos

RSS Núcleo Multimídia – Reportagens e vídeos interessantes sobre ações do Governo Aécio Neves

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

RSS Aécio no Facebook – Participe da comunidade de um dos administradores públicos mais bem preparados do Brasil.

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Fotos da Agência Minas

@psdbMG

@governoMG

Anúncios